sábado, 1 de julho de 2017

Rebeldes Benfeitores



“Um paladino é um herói cavalheiresco, errante e destemido, de carater inquestionável que segue sempre o caminho da verdade, lei e ordem, sempre disposto a proteger os fracos e lutar por causas justas. A palavra Paladino vem do latim palatinus (relativo a palácio), por sua vez derivado do Palatino, uma das sete colinas de Roma.
Os paladinos originais foram os 12 pares de Carlos Magno que aparecem no poema La Chanson de Roland (A Canção de Rolando) que conta a história de Rolando e Os Doze Pares da França na batalha de Roncesvalles.
Também podem ser considerados paladinos os lendários Rei Artur e Os Cavaleiros da Távola Redonda das lendas célticas.
Paladino também é um tipo de personagem na ficção.”


Esta é a definição de “Paladino” segundo o wikipédia.


Os Paladinos que conheço são bem mais atuais e modernos. Cavaleiros de duas rodas, com vestes pretas e pele decorada com tatuagens que, apesar da sua aparência rebelde e irreverente, também estão “sempre dispostos a proteger os fracos e a lutar por causas justas”.
É o Grupo Motard Paladinos (GM Paladinos) que junta homens e mulheres de todas as idades, cores ou classes sociais desde que, para além de uma mota, tenham a mesma vontade e gosto pelas causas nobres.



Fonte




Tive conhecimento da existência deste grupo através de dois colegas de trabalho que fazem parte do mesmo e, desde então, tem sido um prazer conhecer as causas que os Paladinos abraçam, sempre em prol da ajuda ao próximo, quem mais necessita.
O GM Paladinos costuma organizar dois eventos por ano sendo um deles, o aniversário do grupo. Estes eventos promovem o convívio, não só entre motards, mas também entre todas as pessoas que queiram passar uma tarde divertida a comer umas bifanas, beber umas “bejecas”, comprar umas rifas, mas que também tenham vontade de ajudar - estes eventos são abertos ao público e têm sempre um fim solidário. Todo o dinheiro angariado é doado a instituições.

No passado dia 6 de Maio tive o prazer de participar, ainda que em trabalho, no Almoço Solidário GM Paladinos – APCAS (Associação Paralisia Cerebral Almada e Seixal).
O evento teve lugar no Clube Desportivo e Cultural do Casal do Marco, Seixal, onde pudemos contar com um recinto repleto de barraquinhas com comida, bebida e música sempre a bombar, jogos e até um grupo de meninas a dançar! A animação não faltou numa tarde em que o objetivo primordial era ajudar a APCAS com a angariação de roupas e bens alimentares não perecíveis. Todo o restante valor conseguido com a festa destinava-se à compra de uma cadeira de rodas (e conseguiram duas).
Cada evento que o GM Paladinos organiza visa a ajuda a uma determinada instituição e, desta vez, contou com o apoio do Aki Barreiro (é aqui que eu entro) que doou algumas ferramentas que foram sorteadas durante esta tarde animada.



Fonte



Fonte


Fonte


Fonte


Fonte


Fonte


Fonte


Fonte



 A entrega das cadeiras de rodas:

Fonte




Aproveito para expressar aqui a minha admiração pelo trabalho feito por este grupo de pessoas. Um trabalho meramente voluntário (a par com os seus empregos) em prol de quem mais precisa. E o Mundo precisa de mais pessoas assim.

Lembrem-se: quando virem passar uma mota, pode ser um Paladino!

16 comentários:

  1. Interessante partilha e convívio!
    Bom fim de semana.
    bj

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia o grupo mas obrigada pela partilha! :D

    amarcadamarta.blogpot.pt

    ResponderEliminar
  3. O meu marido tem uma Harley Davidson e a verdade é que entre os motards o sentimento de partilha e entreajuda é muito grande e bonito! =)

    www.anafernandes.ch

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Mas é algo que só quem está no meio percebe. De fora as pessoas fazem julgamentos completamente errados só porque "são uns malucos que andam de mota".
      Beijinhos Ana 😉

      Eliminar
    2. Eu percebi isso desde o momento que entrei na loja da Harley para comprar a mota. Todos se tratavam como se fosse família, serviam-me café e bolachas e até a polícia pára por lá para beber um café! Só quando entrámos para este meio é que nos apercebemos disto! =)

      Eliminar
    3. A sério?? Que giro!
      Sim... realmente quem está de fora não se apercebe que é um ambiente assim tão familiar. 😊

      Eliminar
  4. Obrigada pelo texto que tanto nos orgulha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaram! Tive pena de não poder estar presente no evento deste sábado.
      😉

      Eliminar
  5. Que movimento bonito (e movimento á a palavra certa)! :)

    ResponderEliminar

Diz-nos o que achaste. O teu comentário é sempre bem-vindo.
Obrigada pela visita!