terça-feira, 6 de junho de 2017

"Fidget Spinner" - o brinquedo da moda

Toda a gente sabe que as crianças querem tudo o que vêm nos outros. É quase como que... natural! Nesta matéria há idades especialmente complicadas e quer-me parecer que o meu filho está a passar por uma delas.

Há umas semanas o Bernardo chegou a casa a falar de um brinquedo que muitos meninos tinham e que "pões na ponta do dedo" e "é bué da fixe" porque "fica a rodar" e "compra-se na loja do chinês" e... "mamã, quando tiveres dinheiro compras-me um?"

Na verdade não percebi metade do que ele disse. Primeiro porque é um verdadeiro trapalhão no que toca a contar, relatar, descrever e tudo o que tenha a ver com passar informação. Depois porque, embrulhada nos afazeres do fim de dia, quando ele chega da escola, confesso que não prestei a devida atenção. 

Uns dias depois o Bernardo aparece em casa com um objecto (quase voador) não identificado. Um objecto que simplesmente rodava em torno de si próprio. Questionei sobre a sua origem ao que ele, de sorriso no rosto, prontamente me respondeu que "foi uma colega da Maísa que deu à Maísa e a Maísa deu-me a mim". 


Fidget Spinner



Nunca cheguei a perceber muito bem como é que aquele objecto rotativo lhe tinha ido parar às mãos, mas sei que a criança estava radiante por passar o tempo com um bocado de plástico verde a rodar entre os dedos. E de pensar que, com a idade dele, eu ficava triste porque os meus pais não me compravam Barbies porque custavam, no mínimo, 6.000$00  (seis mil escudos = seis contos = trinta euros para os mais novinhos)!

Bem... voltando ao objecto estranho.
Posso dizer que não durou mais que dois dias cá em casa pois, com uma queda mais aparatosa, o bichinho partiu-se ao meio.
No entanto, e depois de ouvir milhões de relatos e histórias e argumentos e choradinhos sobre o tal objecto, o Pai foi mesmo a uma loja chinesa procurá-lo e fez do Bernardo a criança mais feliz do mundo!
Durante horas o bernardo não largou o seu novo brinquedo - que entretanto descobriu que se chama "Spinner" - e destila toneladas de felicidade só por ter uma coisa a rodar entre os dedos - a mesma felicidade que eu destilaria em 1990 se tivesse uma Barbie de 30€. Enfim!
Confesso que me fez um bocado de confusão ver tanta excitação por um objecto (na minha opinião) sem qualquer utilidade e cheguei mesmo a perguntar à criança se não tinha brinquedos muito mais úteis e fixes. Queria perceber o porquê de tamanho alarido com um brinquedo, aparentemente, inútil.

No dia seguinte, ao deixar o Bernardo na escola logo pela manhã, apercebi-me que aquele brinquedo que eu achei inútil e sem qualquer sentido se tinha afinal tornado na "febre" do momento! Miúdos com quase 15 anos, com Spinners na mão, como se do brinquedo mais cool do mundo se tratasse.
Como é que é possível?!
Os miúdos, hoje em dia, têm tudo e mais alguma coisa: quilos e quilos de brinquedos no quarto, bicicletas, trotinetas, consolas de jogos, computadores, pistas de carros, legos caríssimos, puzzles de todos os tamanhos e feitios, todos os bonecos famosos e mais alguns e, de repente, esquecem tudo por causa de um objecto rotativo! Sim, é assim que o defino. Para mim não passa de um objecto rotativo.
Se há uns anos atrás soubesse que uma coisa tão simples faria o meu filho dar pulos de felicidade, tinha poupado uns bons euros em brinquedos. Acreditem.
Vá-se lá perceber a cabecinha desta criançada. Qual Homem-Aranha qual quê!

Como devem calcular, curiosa como sou, fui investigar o fenómeno.
Se também ficaram curiosos, aguardem o próximo post




20 comentários:

  1. Realmente é o brinquedo da moda! :D
    Eu olho para ele e também só vejo um "objeto rotativo" sem grande graça!
    Fico a aguardar o próximo post! :D
    beijinhos

    A Marca da Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem quem alguém concorda comigo!! 😊

      Eliminar
    2. O Tamagoshi pelo menos vc tinha que cuidar, dar comida, remédio, passar o dia dando atenção ao brinquedo. Agora esse negócio de girar, não me convence.

      Eliminar
    3. Por acaso não tive um tamagoshi. Mas sim, sempre tinha um objectivo e tinha uma certa piada! 😉

      Eliminar
  2. Eu não consigo perceber o porquê de tanta excitação por este brinquedo... no meu tempo era o tamagoshi e eu nunca tive um, snif snif...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já era grandinha quando o tamagoshi apareceu mas também nunca tive nenhum.
      Já ofereceram um ao Bernardo e eu não sabia ensina-lo a mexer no bicho! Eheh

      Eliminar
  3. Fui muito feliz com uma coisa muito simples... Berlindes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também joguei ao berlinde. Era um brinquedo simples mas tinha uma utilidade, um objectivo. Era um jogo, uma competição!
      😉

      Eliminar
  4. Este brinquedo anda nas bocas do mundo!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  5. Eu continuo sem perceber qual é a piada disso hahaha

    Beijinhos,
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  6. Os miúdos andam todos loucos com isto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andam mesmo. Imagino se fosse realmente divertido!!

      Eliminar
  7. Já me tinha apercebido que era o brinquedo da moda mas para mim isso não faz sentido nenhum! É a coisa mais aborrecida de todo o sempre.

    Giveaway de dois produtos da Oriflame! My Own Anatomy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah! É verdade. Olhar para um objecto a girar... que aborrecido!!

      Eliminar
  8. Olá, tudo bem?
    Não conhecia esse brinquedo e nem que estava em alta.
    Nossa, que legal que seu filho ficou bem feliz, é algo simples que diverti crianças.
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem sido um verdadeiro sucesso por aqui e, pelos vistos, por varios cantos do mundo!

      Eliminar
  9. Talvez a questão seja mesmo essa: as crianças têm tudo ou veem tudo e sentem-se felizes com as coisas mais simples!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim. Têm tanta coisa qur acaban por nao brincar com nada. Depois satisfazem-se com o brinquedo mais simples... até uma garrafa vazia serve de brinquedo!!

      Eliminar

Diz-nos o que achaste. O teu comentário é sempre bem-vindo.
Obrigada pela visita!